Todos os posts com tag

cenoura assada com tomilho, limão e amêndoas

o sol brilhou em são paulo, depois de 10 dias contínuos de chuva e céu cinza. que saudade que eu tava do céu. o que isso tem a ver com cenouras? nada :) mas acordei num bom humor danado com o sol brilhando. e depois de devorar esse maravilhoso bolo de banana com doce de leite e flor de sal no final de semana, acho que devemos voltar à nossa programação de verão. legumes, verduras e saladas fresquinhas. se bem eu eu vou ser bem sincera e já avisar que vem uma receita de lasanha nova por aí. mas voltando a essas deslumbrantes cenouras… quando eu era pequena, minha avó me chamava de coelho. era só receber uma cenoura que eu saía serelepe com minha cenourinha na mão. de lá pra cá, pouca coisa mudou. eu adoro cenoura, e uma das minhas saladas favoritas é cenoura ralada com limão e sal, simples assim. assim sendo, cenoura é um ingrediente comum em casa. mas, inspirada na viagem pro uruguai, onde teve cenoura na churrasqueira, resolvi fazer …

rabanete assado com dill e feta

há um tempo atrás eu dei de cara com essa receita de rabanete assado no instagram d’a mesa da carolina. rabanete assado, sério? nunca tinha pensado nisso. a receita ficou lá na minha listinha de receitas (que são muitas, me perco, esqueço) e só recentemente eu lembrei de testar. olha, eu sei que rabanete assado pode parecer estranho mas, carolina, obrigada! que delícia! :) por coincidência, cinco minutos antes de escrever esse post ouvi uma mensagem do meu irmão dizendo que legume pra ele é cozido na água e pronto. assim nem eu aguento, gente! meu irmão, eu sei que você não tem tempo, juro que se eu tivesse mais pertinho fazia uns legumes supimpa pra você! mas esse espacinho é pra inspirar as pessoas a cozinharem mais e verem os alimentos de outro ponto de vista. como um rabanete assado, por exemplo. com dill, e feta, cebola e um belo azeite. e assim, misturando as coisas, aprendendo com a nossa experiência e dos outros, a gente vai revendo nosso prato e testando misturinhas que não pensaríamos …

sunomono

ontem eu me aventurei por receitas nunca antes feitas na minha cozinha. era um dia diferente dos outros e merecia comida feita com muito amor. não que os outros dias não mereçam, coitados, mas ontem foi dia de mesa bonita, som na vitrola, todo um efeito ‘uau’. resolvi fazer algumas coisas que já tinha feito por aqui e outras que queria testar há meses. vocês sabem, nada melhor que um jantar (ou almoço) pra usar de desculpa pra testar umas coisinhas novas. então as novidades foram essa lindeza de sunomono, um simplesmente delicioso missoshiro e makimonos!!! tudo de verdade, hein, gente. nada de missoshiru de pozinho. a receita do missoshiru fica pra depois, mas esse sunomono é tão, mas tão simples de fazer que eu tive que dividir com vocês. também teve guioza e rolinho de camarão no papel de arroz, que você encontra aqui, mas a versão sem camarão. sunomono é uma coisa meio simbólica, né? você senta no restaurante japonês, a primeira coisa que vem é aquele potinho de sunomono, que deveria vir com uma …

farofa de linguiça na manteiga

eu sei que farofa não é lá uma receita assim muito complexa. mas natal sem farofa não é natal, certo? então, para compor nosso delicioso menu natalino, resolvi compartilhar com vocês a minha receita de farofa favorita. primeiro gostaria de deixar claro que eu amo farofa. muito. sou capaz de comer pratos só de farofa com molho à campanha. uma farofa bem molhadinha, com o molho dessa porchetta, é uma coisa sensacional. viva a farofa! mas cada um gosta de uma farofa de um jeito diferente, e pra mim a melhor de todas é essa com linguiça e muita manteiga. sem medo de ser feliz, não economiza na manteiga. eu prefiro usar linguiça artesanal, mas sem problema se você usar linguiça normal. essa receita é a última salgada no nosso menu natalino. para ver todas as receitas que eu fiz pro natal, clica aqui. ingredientes: 200g de manteiga sem sal 200g de linguiça 500g de farinha de mandioca 1 colher de sopa de azeite como faz: retire a capa da linguiça. corte a linguiça na metade ao …

legumes sauté

eu falei por aqui no nosso natal não tem uva passa, nem tender bolinha com cravo, né? se você está chegando por aqui agora, deixa eu te atualizar. a estrela do cardápio natalino é essa porchetta suculenta e pururucada. de acompanhamentos temos tomate confit, farofa de linguiça na manteiga (muito manteiga!), batata assada e legumes sauté. porque coitados dos legumes, não merecem ficar de fora dessa! esse prato é simples mas super saboroso, e você pode trocar os legumes pelos de sua preferência. o bacana é pensar em tudo que você vai servir, para todos os pratos conversarem e trabalharem juntos para um resultado especial. porque na ceia de natal vale repetir várias vezes, certo?! além dos pratos principais, a gente também te ajuda a pensar nas lembrancinhas natalinas! :) esse post que eu fiz pro blog do submarino tem várias sugestões de presentinhos comestíveis deliciosos pra você distribuir no natal. tenho certeza que você vai brilhar muito se colocar a mão na massa e agraciar seus amados com esses mimos. porque presente que a gente …

tomate confit

continuando nossa programação temática, vamos falar sobre esse tomate confit como acompanhamento para sua ceia de natal. mas antes, eu preciso te contar outra coisa. o post da porchetta fez tanto sucesso que tivemos uma repeteco de receitas esse final de semana! :) o menu foi basicamente o mesmo que teremos por aqui: porchetta, tomate confit, batata assada e farofa de linguiça (só faltaram os legumes sauté). sim, meu bem, eu fiz outra porchetta!! mas a porchetta dessa semana foi no rio. e a porchetta tinha SEIS quilos. e ficou sensacional. e todo mundo se refastelou. vou começar um movimento “por mais porchettas o ano todo”. quem me acompanha? taí a foto da porchetta, linda, suculenta e pururucada! eu disse que o menu ia ser supimpa, e esse tomate recebeu muitos elogios. você pode pensar que esses tomatinhos não seriam sua opção de acompanhamento, mas vai por mim. eles acompanham o resto da ceia super bem e também ajudam muito no quesito umidade da refeição. são bem simples, mas ficam sensacionais! e agora que você já sabe a …

rolinho vegetariano com papel de arroz

também pode chamar de rolinho vietnamita ou de rolinho primavera, ou rolinho vegetariano, ou só rolinho. pode tudo que você quiser aqui. mas normalmente o primavera que a gente conhece é frito, e esse é só no papel de arroz. e o vietnamita tem mais ingredientes dentro, mas isso fica a seu critério. pode chamar de gỏi cuốn também, que significa rolinho de salada em algum lugar lá no vietnã. aproveita e chama também os seus amigos e faz uns rolinhos pra eles. esse rolinho é daquela categoria de comida que tem mil nomes e variações. mas aí depende do que você gosta e do que você tem em casa, certo? o vietnamita pode ter camarão, porco, alface, macarrão de arroz, broto de feijão, frango… viu só? e essa é uma das maravilhas de cozinhar em casa, fazer as coisas do jeito que a gente gosta e com os nossos ingredientes favoritos. o meu levou pepino japonês, cenoura, cebola roxa e coentro. e não esqueça do molho, que é a outra metade da receita, e sem ele o …

salada de aspargos e broto de feijão com molho de gergelim

sabe quando a gente planeja as compras, vai no mercado, compra um monte de coisas menos o que a gente planejou? essa receita foi meio assim. eu planejei uma coisa, saí pra comprar os ingredientes, voltei com outros e quando fui fotografar percebi que não era aquela a ideia original. me empolguei no meio do processo e tomei outro rumo. mas não tem problema, não. essa tava uma delícia, super leve, e a outra fica pra outro dia. receita demais nunca atrapalha, né? além disso, uma bela salada pode compor a mesa todo dia. e sério, existe alguma coisa mais fácil do que uma salada? você pode colocar absolutamente qualquer coisa que quiser dentro (não vale roubar e colocar um monte de coisa gorda e calórica) e ser feliz e saudável. eu estou passando agora pela fase do rabanete, então coloco rabanete em todas as minhas saladas. eu tendo a ficar um pouco mais obcecada (temporariamente) principalmente quando descubro os benefícios da coisa. por exemplo, rabanete tem vitamina c e é antioxidante, então eu já imagino o …

legumes assados

continuamos com a nossa programação de verão no rio de janeiro. o hippie que vende água de côco na avenida rio branco está ficando rico. todo mundo no metrô tem um ar de “não aguento mais sentir calor”. o assunto do elevador é o calor. todo ano é isso, e todo ano você não se lembra de ter sentido tanto calor na vida. a piada de fritar ovo no asfalto e etc, tudo de novo. a vontade é mergulhar a cara num pote de sorvete. mas daí eu lembro que tenho resistido bravamente a frituras, gorduras e carboidratos. desde segunda-feira declino até o acompanhamento do cafezinho. e colaboro com o enriquecimento do homem da água de côco. mas nem tudo está perdido. temos uma longa lista de receitas veranescas pela frente, praticamente a temporada de saladas e comidas leves. e hoje temos essa maravilha de legumes assados. eu sei você tá aí pensando: “legumes? é sério isso?”. baby, é seríssimo. eu não vou nem entrar na defesa dos legumes e de tudo de incrível que eles fazem …

batata com aspargos crus

essa semana eu resolvi dar uma segurada na comilança e comer só o que eu fizer, em todas as refeições. acontece que o fim de semana foi tenso, teve pastel, cerveja, café da manhã farto, mais cerveja, baldes de carboidrato. acordei segunda me sentindo um barril. então essa semana vai ser suco verde, saladas e mais saladas e muitas frutas e claro, limonada todo dia! :) depois vou colocar aqui mais uma opção de salada no pote, pra gente lembrar que nem toda comida saudável precisa ser triste! e o que essa batata linda tem a ver com a semana detox? nada, ué. mas eu já tava pra postar essa batata há um tempão, e nesse dia lindo de sol com um feriado no meio da semana eu resolvi que teríamos batata! afinal, todo mundo ama batata. nunca vi uma pessoinha olhar e falar: aeerrghh, odeio batata! batata é aquele abracinho, aquele conforto, aquele quentinho no coração. essa batata com aspargos eu aprendi na minha aula que eu não me canso de falar. adaptei a receita um pouco porque o …