Todos os posts com tag

sopa de frutos do mar

uma das coisas que eu mais gosto de fazer nessa vida é cozinhar pros outros. e quando a comida fica boa e comem tudo, eu sinto um prazer que eu nem consigo explicar. uma coisa física mesmo. tenho um prazer secreto em ver panela vazia e gente de barriga cheia. tem coisa melhor? então a história dessa sopa começou assim: uns amigos viajaram e voltaram relatando todas as delícias degustadas durante a viagem, umas delas uma tal sopa com frutos do mar, molho de tomate e limão siciliano. opa! vamos fazer uma sopa dessa? pronto. junta todo mundo, abre o vinho, liga o som que hoje vai ter sopa! ficou simplesmente sen-sa-cio-nal, todos felizes e eu secretamente sentindo meu prazerzinho físico. se ela é melhor do que a sopa da ideia original eu não sei, mas te garanto que poderia comer um balde dessa sopa toda semana. deu tão certo que na semana seguinte teve mais “sopa marítima” (apelido carinhoso) pra outros amigos. mais uma panela vazia, mais gente se refastelando. muito pão italiano no caldo, muito amor, …

spaghetti, vieiras, limão e vinho branco

vamos falar de vícios. vícios em macarrão. e em frutos do mar. e em limão. e vinho! e em como isso tudo junto virou esse prato sensacional, com cara de chique, mas que é mais rápido do que molho de tomate. a primeira vez que eu comi vieira foi na primeira viagem que fiz à nova york, uma década atrás. minha mãe e eu fomos comer num lugar asiático super simples e eu pedi uma sopa de peixe. a sopa estava ótima e, além de peixe, havia essas bolinhas brancas com uma textura super diferente e sabor adorável. fui procurar no cardápio e descobri que estava comendo scallops! nós duas nunca tínhamos visto vieira na vida, e ficamos intrigadíssimas querendo saber o que era aquilo. mas que era muito bom, era. como a gente não tem muito hábito de consumir vieiras por aqui, eu fiquei anos sem comer, mas sempre namorando as receitas que via pela interwebs. ano passado eu comi novamente em bergen, no mercado de peixe, umas vieiras fresquíssimas feitas na chapa na hora. …

truta poche com molho de iogurte

quando eu me mudei pro meu apartamento novo, eu achei que fosse demorar uma vida pra conseguir deixar ele arrumado. mas aos poucos tudo vai tomando forma, ficando com jeitinho de casa, com a minha cara. a última das tarefas é pendurar quadros, uma tarefa chata demais que demora horas e é praticamente impossível de ser realizada sozinha. mas quem tem amigos tem tudo, certo? então eu troquei um almoço por uma ajuda de uma amiga (que depois viraram duas amigas, e a segunda ainda trouxe torta de limão!) pra fazer uma parede linda de quadrinhos. sim, às vezes trabalhamos com suborno em forma de refeição ;) aqui em são paulo os peixes são diferentes do que eu estava acostumada a comprar no rio. na verdade eu ainda sou descobrindo se são os mesmos peixes mas com nomes diferentes. mas um peixe que eu já vi algumas vezes por aqui é truta, coisa que no rio não é tão comum. e sempre que eu falo de truta lembro daquela truta defumada clássica das viagens à …

tagliatelle com siri

aí tá cinza? aqui tá tudo cinzinha no céu. meio cinza, meio branco. a temperatura tem estado mais amena, e assim os dias ficam mais agradáveis e o humor melhora exponencialmente. mas daí eu olho o cinza e penso: macarrão. eu também penso “macarrão” muitas outras vezes, mas nos dias cinza é pior. se deixar tem macarrão todo dia. mas a minha sorte é que eu gosto de muitas outras coisas. :) essa receita surgiu daquelas vontade malucas que dá na gente de comer uma coisa muito específica que você nunca viu em lugar nenhum. daí você vai lá e faz, certo? hoje eu queria falar outra coisa que não tem nada a ver com essa massa mas eu preciso dividir também. você tem pinterest? se você não tem, eu sugiro que você crie uma conta agora e fique viciado e seja engolido pelo mundo dos pins. eu tenho muita mania de guardar coisas, mania que vem da minha época de designer onde a gente guardava tudo, principalmente catálogos impressos e muitas referências. tipo, mil pastas …

salada de polvo

então eu me mudei. por isso eu dei uma mini sumida aqui. essa foi a última receita que eu fiz na antiga casinha. diferente do que eu costumo fazer por aqui, essa eu fiz só pra mim (mas rende pra 3-4). sentei na varanda e pensei em que lindos 5 anos eu vivi naquele lugar. conheci pessoas incríveis que vou levar comigo pra sempre, fiz muita festa, fui muito na feira, ouvi as maritacas malucas, recebi visitas de bichos estranhos, cresci muito e cozinhei um bocado, em duas casas sempre repletas de bons amigos. vou sentir um monte de saudade e bati a porta aos prantos, mas the best is yet to come. não tinha como eu passar por aqui sem contar isso. e foi essa saladinha de polvo que ocupou o cenário desse dia. a salada perfeita, uma grande combinação que não pode dar errado. porque afinal era só pra mim e eu podia colocar o que eu quisesse lá dentro, e já estava sonhando com essa salada há dias. daqui pra frente o cenário vai mudar …

bandeja de peixe com polvo e camarão

primeira semana do ano. já fez sua listinha de metas pra 2015? já pensou no que tá bom ou no que deve mudar? a hora é agora, hein! a minha listinha de metas é secreta e intransferível, mas eu posso contar pra você que 2015 é um ano cheio de novidades. e que a gente vai aproveitar esse calor do demônio pra fazer umas receitas levinhas e fresquinhas, combinado? aqui no rio de janeiro faz tanto calor que não dá nem vontade de comer. nem de beber. nem de se mexer. um horror mesmo. viva a água gelada e o ar condicionado! no primeiro final de semana do ano eu já estava com uma ideia do que queria fazer. tudo muito simples. percebi que depois do natal me deu uma certa preguicinha de ir pra cozinha. é que o natal teve bastante coisa, muitos pratos e preparações, e muita gente, uma alegria só. e eu tive uma ajudante especial natalina, minha sobrinha que adora cozinhar e passou o dia comigo na cozinha preparando a nossa ceia …

massa ao pesto com camarão

semana passada eu não vim aqui. aposto que você ficou com saudade :) eu fiquei! mas voltei. voltei com tudo, já tem um monte de receitinhas na fila para serem compartilhadas. vamo que vamo que daqui a pouco é natal e a gente ainda tem que decidir o que vamos ter de especial de fim de ano por aqui. ontem eu fiz esse almoço pros meus pais. simples, rápido e yummyyyy!!! raspamos o prato! acontece que eu estava há semanas com vontade de molho pesto. e vou ser bem sincera, muitas vezes a “seleção” de receitas é muito simples: o que eu tô com vontade hoje? no último mês eu comi pesto duas vezes, e foi a maior decepção. os dois estavam super enjoativos, até perdi o apetite. resultado: dias e dias pensando num molho pesto fresco e super saboroso. ontem tava um calor do diabo aqui no rio, e resolvi fazer essa massa porque é bem fresquinha, já que o molho não é quente. de verdade esse molho não precisa muito de receita. nem de panela. olha como …

arroz vermelho com lula e cogumelos e molho verde

essa é uma daquelas receitas com um nome enorme e pomposo mas que na verdade não tem nenhum mistério. na verdade, eu nunca tinha feito isso antes, e toda vez que eu acerto uma receita de primeira dá uma vontade de fazer uma dancinha na cozinha. deu super certo, e eu fiquei com muita vontade de fazer de novo, espalhar a receita nova. a única coisa que usei de “diferente” foi o cogumelo chanterelle que eu havia comprado numa viagem. entrei nesse modo de aproveitar tudo e que especial é o dia de hoje, então tenho tentado praticar meu desapego. é que nem uma história que eu ouvi uma vez que a gente tem que gastar dinheiro pra movimentar a economia e voltar mais dinheiro ainda pra gente ahahhaha sensacional esse pensamento! e afinal, pra entrar produto novo na despensa a gente tem que fazer espaço, certo? nesse dia eu acordei meio inspirada, mas ao mesmo tempo cansada para sair pra comprar coisas e ficar horas na cozinha. eu tenho uma lista enorme de receitas pra fazer …

massa com camarões, aspargos e vinho branco

eu fiz essa massa pro meu pai, de presente de dia dos pais. sim, eu realmente dou comida de presente pras pessoas :) meu pai disse que ele queria uma massa especial. oh, lord! essa era a única dica que eu tinha. ele ama massa, e eu sei como é difícil fazer um prato de massa realmente memorável e com sabor único. a primeira opção foi um ragu, mas não faz nem dois meses que eu fiz um ragu pra ele. ele tinha acabado de voltar da itália e resolvemos fazer um almoço para colocarmos a conversa em dia. o prato que ele escolheu para o nosso almoço foi um ragu e já foi logo dizendo que na itália comeu ragu várias vezes e estava encantado com a receita. ou seja, alta expectativa com o ragu da francinha! eu já amo um ragu, aproveitei pra caprichar e fazer um lindão. ele amou, disse que era examente igual ao que ele tinha comida na itália. <3 então eu tinha superar que o ragu. queimei a mufufa e …

massa com frutos do mar

há mais de um ano atrás, antes deste lindo blog existir, eu fiz uma viagem pra itália. sabe, eu sempre quis conhecer a itália. me imaginava estilo noviça rebelde pelos campos da toscana com uma taça de vinho da mão, tomando gelato e comendo pasta até no café da manhã. foi quase isso, tirando o fato de que estava muito frio e eu não corri cantando pelos campos da toscana. mas foi uma viagem in-crí-vel e certamente inesquecível. foram 23 gelatos (sim, eu contei) e muitos pratos de massa. e acho que você deveria saber que eu curto uma feira, de qualquer coisa. seja de cacareco, de comida, de livro, de flor, de móvel. e foram tantas feirinhas que me dá até um suspiro de saudade. muitas barraquinhas vendiam massas, de todas as formas e cores. pois bem, comprei dois pacotes de massa. e desde então, estava à espera de uma ocasião especial pra preparar a tal massa. pensando hoje eu vejo que isso é um pouco idiota, porque não me faltaram dias felizes, e …