Todos os posts com tag

molho de linguiça cremoso

molho de linguiça cremoso

eu amo, amo, amo massa. poderia comer macarrão com molho de tomate todos os dias da minha vida, intercalado com sushi, palmito e sorvete de pistache. esse molho de linguiça cremoso está na minha lista de molhos favoritos, e não por acaso. ele tem muita camadas de sabor, é aquele típico prato que você sempre quer repetir mais um pouquinho! há uns 20 anos atrás, eu tive a oportunidade de trabalhar na disney. na época, apesar de gostar de cozinhar, eu era muito ruim de cozinha. um dia eu fiz um bolo de aniversário pra minha room mate e esqueci o bolo no forno e fui pro supermercado! eu sempre fui bem esquecida, mas esse dia entrou pra história. quando eu cheguei em casa, o apartamento era só fumaça. o bolo, coitado, virou um grande pedaço de carvão. e eu virei piada, óbvio. esse era meu nível de habilidades culinárias. nessa época eu comia muito mac n’ cheese de caixinha, mas o meu prato favorito era o seguinte. eu comprava um pote de molho de …

nhoque de mandioquinha

nhoque de mandioquinha

a primeira vez que eu fiz uma receita de nhoque de mandioquinha, foi um fracasso épico e inesquecível. eu colocava farinha, e mais farinha, e mais ainda…. e a massa nunca dava o ponto. acabei com uma cozinha enfarinhada até o teto, roupas que pareciam ter saído de dentro da fábrica de farinha e um nhoque massudo e quase intragável. mas olha, acontece e muito. primeira vez de uma receita é teste do teste. muitas vezes uma receita precisa ser feita 2, 3, 5 vezes até estar pronta para conhecer o mundo. e pode parecer estranho, porque se você colocar “nhoque de mandioquinha” no google vão aparecer mais de 200.000 resultados. mas umas receitas têm um pulo do gato que não é qualquer site que te conta. a segunda tentativa do nhoque de mandioquinha também beirou e fracasso, e por ainda eu havia desistido do tema. porém, ele continuava ali, persistente, na minha lista de receitas a fazer pro blog. então quando fiz a formação no senac, desabafei com meu querido professor que meu nhoque …

empadão de palmito

empadão de palmito

desde que entramos em isolamento social, meu corpo clama por comida afetiva. pesquisei receitas de empadão de palmito, já fiz empadão de camarão, panqueca, milanesa, parmegiana, muitas canjas de galinha. até arroz à piamontese eu já fiz, e também mousse de chocolate. ontem eu ganhei um levain, e quem sabe eu não abraço também a moda do pão. o litro do óleo, que costumava durar pelo menos 6 meses, já foi renovado pelo menos 3 vezes. afinal, maionese virou item de primeira necessidade durante a quarentena. quem diria, hein? provavelmente, ninguém. mas existe muita explicação por trás desses desejos por comida afetiva, e estamos todos juntos nessa página. se tiver interesse no assunto, esse artigo do ny times fala um pouco sobre isso. uma das explicações é a busca por algum conforto emocional, e a gente vai atrás disso nas comidas da nossa infância. lasanha, biscoito, sorvete, brigadeiro, tá tudo lá. pura memória afetiva. outro ponto é a exaustão – a gente simplesmente se rende ao que é mais fácil e rápido, e acaba consumindo …

lasanha de bacalhau com espinafre

ah, essa páscoa no meio da quarentena! que saudade de beijar, abraçar, passear, ver tanta gente. acho que até o final da quarentena até saudade de andar de avião eu vou sentir! e estava aqui, pensando, que nessa confusão acabei nem percebendo que amanhã é páscoa. e em condições normais eu teria feito uma receita especial pra a ocasião. mas nem tudo está perdido! mais especial que uma nova receita, resolvi compartilhar com vocês essa receita de lasanha de bacalhau com espinafre que eu amo! essa receita de lasanha de bacalhau com espinafre apareceu primeiro no meu livro receitas de inverno, produzido em 2019. durante muito tempo eu quis fazer um e-book, e o projeto acabou virando também um livro impresso. eram 17 receitas inéditas, que nunca apareceram por aqui. o único spoiler, e uma das minhas receitas favoritas da vida, foi esse creme de legumes assados com queijo feta e crouton de alho. o conceito do livro abrangia, além de receitas deliciosas para dias mais frios, o uso de ingredientes da época. espinafre é …

torta de cogumelos

essa torta de cogumelos é uma das receitas mais deliciosas que eu fiz nos últimos tempos. na verdade ela é quase uma quiche, ou seria uma quiche? não sei, eu chamei de torta de cogumelos mesmo sem ela ter tampa. ou seria uma torta aberta? sei lá. só sei que esse recheio é bem maravilhoso, a massa é praticamente perfeita e ela vai brilhar muito na sua casa. mas antes de falar da receita, quero falar do assunto mais falado do momento lá em casa: meu livro. ♡ há algum tempo eu pensava em fazer um e-book. faltava coragem, sobrava medo de dar tudo errado. nunca fiz isso, não sei nem por onde começa. comecei anotando na minha lista de metas do ano, lá em janeiro: escrever um e-book. na verdade um dia eu quero um livro de receitas meu, daqueles grandões, de capa dura. mas tudo na vida é processo, né, amigos? então comecemos por um e-book, sentir o clima, ver o tamanho do trabalho e tal. resolvi começar por uma coisa modesta, temática: …

massa com lula e tomates frescos

hoje tem receita de massa com lula e tomates frescos e um convite a uma reflexão. primeiro vamos falar de comida, depois mudamos de assunto. essa receita de massa com lula e tomates frescos é inspirada em uma receita lááá do começo do blog, que se não me engano foi a segunda coisa que eu fiz que apareceu aqui. eu não ia colocar o link porque a foto tá uma coisa de feiura, mas é bom pra gente ver como tudo melhora com o passar dos anos – as receitas, as fotos, a técnica, e o bom gosto também ;). na verdade o meu plano inicial era fotografar novamente todas as primeiras receitas. quando eu parei pra pensar com calma percebi que não era só uma questão de foto, mas também de técnica (falta dela, no caso) e de sabores. então, vamos chamar essa massa com lula e tomates frescos de uma versão revisitada de mim mesma! cinco anos e meio depois eu continuo amando muito massa e frutos do mar e molho de tomate, …

cacio e pepe com linguiça

eu tenho uma listinha de receitas que quero fazer, e essa massa cacio e pepe tava lá há tempos esperando acontecer. a lista tem de tudo que eu vou lembrando ao longo do caminho, desde coisas do dia a dia até empanadas assadas – que demandam um pouco mais de tempo e vão ficando pro final da lista. se você não conhece, cacio e pepe é uma receita clássica italiana, que leva apenas dois ingredientes: queijo e pimenta. não tem como ser mais simples que isso, e mesmo assim é o tipo de comfort food que ninguém resiste! mas o meu cacio e pepe teve um ingrediente a mais, a linguiça artesanal maravilhosa do meus amigos do pirineus. eles recentemente abriram uma lojinha aqui em são paulo, e você pode levar todos os embutidos pra casa, abrir um vinho pra acompanhar e apenas ser feliz. apesar de levar apenas 2 ingredientes, existe toda uma técnica para que a sua receita de cacio e pepe fique perfeita. use massa de boa qualidade sem ser integral. um …

rigatoni com camarão e vinho branco

ah, l’amour! andar de mãos dadas, dormir agarradinho e dividir as refeições e o vinho com a pessoa amada <3 pra comemorar esse dia dos namorados, vamos de rigatoni com camarão e vinho branco! bom, a gente já sabe que dia dos namorados fica tudo cheio, e eu acredito que você não quer passar sua noite em pé na fila e depois dividindo o recinto com mais 587 casais, certo? eu sou super a favor de ficar em casa não só no dia dos namorados, mas em datas comemorativas em geral. dia das mães, pais, páscoa, e lá se vão longas filas e horas desperdiçadas na rua. enquanto isso a gente pode ficar em casa cozinhando juntos, tomando um vinho e desfrutando de refeições inesquecíveis. pra esse ano eu escolhi essa receita de rigatoni com camarão e vinho branco. você pode trocar a massa, mas sugiro uma massa curta com ondulações, para melhor absorção do molho. e se você estiver se sentindo muito chique, pode trocar o vinho branco por espumante \o/ essa receita é …

lasanha vegetariana com abobrinha grelhada

eu curto muito esses preparos sem fim que alguns pratos pedem. um pernil marinado por 12 horas, um pato assado por 4, uma lasanha que demora 3 horas para ganhar a mesa. a química, a transformação dos ingredientes, o resultado de horas e horas de calor. cada elemento tem sua função e você sabe que estão todos ali, unidos, trabalhando juntos e proporcionando dancinhas de alegria a cada garfada. e pra mim tá pra ser criada ainda uma coisa mais maravilhosa do que lasanha. e juro, vale cada minuto do preparo. e é uma prática bem interessante pensar: vou me dedicar plenamente a fazer esse prato durante x horas. toda sua atenção ali, a relação com os ingredientes, a observação da cocção, você e a panela. porque sim, cozinhar também pode ser uma forma de meditar. já pensou nisso? se a gente corre tanto durante a semana, mal sabe o que come, não tem tempo pra nada, a cozinha do final de semana pode ser um momento de tranquilidade e conexão com o tempo. eu nunca …

massa ao molho 4 queijos

meu pai é dessas pessoas que não se arrisca na cozinha, mas tem uma (e apenas uma) receita que é sua grande especialidade. não é de comer muito e nem de exageros gastronômicos, o que lhe proporciona um corpitcho e taxas de colesterol invejáveis para sua idade. quando ele repete algum prato meu é praticamente um estado de graça, prova de que realmente o sabor foi além do seu agrado. ele acha que eu faço o melhor molho de tomates do mundo, e isso pra mim é uma grande alegria, visto que ele é um grande apreciador de massas. característica que eu certamente herdei dele, assim como só comer queijo ralado na hora e torcer pro botafogo (entre outras, lógico!). pois essa especialidade, produzida por ele desde minha infância, se chama fettuccine aos quatro queijos, também conhecido pelos íntimos como “o fettu do pedro”. pode perguntar pra qualquer um que já tenha experimentado e a resposta será sempre que o fettu é maravilhoso e inesquecível, e tão adorado que os amigos chegam a perguntar quando ele …