Todos os posts com tag

mexilhões ao vinho branco – moules marinière

mais um prato carregado de memória afetiva que eu poderia comer toda semana, acompanhado de um rosé gelado e um solzinho na face: mexilhões ao vinho branco – também conhecidos originalmente na frança como moules marinières. há muitos anos eu fiz uma viagem para barcelona. eu tinha acabado a faculdade, tinha conseguido meu primeiro emprego, e nas primeiras férias como trabalhadora assalariada eu fiz essa viagem inesquecível pelo sul da frança e barcelona. veja, eu tenho um problema de memória terrível. posso assistir ao mesmo filme 5 vezes e nunca me lembro como ele acaba. o que de certa forma é engraçado e nunca me deixa entediada ao ver homem de ferro 3 pela nova vez. mas eu lembro beeem das coisas que eu já comi na vida. memória seletiva que chama, né? essa viagem me apresentou vários pratos e certamente foi um ponto de transformação na minha relação com a comida. se você já veio por aqui antes já deve ter visto eu mencionar essa história em outros posts. nessa viagem eu comi cassoulet …

massa com frutos do mar

há mais de um ano atrás, antes deste lindo blog existir, eu fiz uma viagem pra itália. sabe, eu sempre quis conhecer a itália. me imaginava estilo noviça rebelde pelos campos da toscana com uma taça de vinho da mão, tomando gelato e comendo pasta até no café da manhã. foi quase isso, tirando o fato de que estava muito frio e eu não corri cantando pelos campos da toscana. mas foi uma viagem in-crí-vel e certamente inesquecível. foram 23 gelatos (sim, eu contei) e muitos pratos de massa. e acho que você deveria saber que eu curto uma feira, de qualquer coisa. seja de cacareco, de comida, de livro, de flor, de móvel. e foram tantas feirinhas que me dá até um suspiro de saudade. muitas barraquinhas vendiam massas, de todas as formas e cores. pois bem, comprei dois pacotes de massa. e desde então, estava à espera de uma ocasião especial pra preparar a tal massa. pensando hoje eu vejo que isso é um pouco idiota, porque não me faltaram dias felizes, e …