Todos os posts com tag

peixe assado com quiabo tostado e molho de leite de coco

imagine que você tem cinco semanas para idealizar sua melhor receita de peixe assado. primeiro, cinco semanas passam em dois minutos. segundo, parece que a missão é praticamente impossível. foi isso que me aconteceu, quando eu recebi a missão de fazer um peixe assado para um momento um tanto especial e inesperado da minha vida. mas, missão dada é missão cumprida. foram 11 receitas testadas, algumas mais de uma vez. meu congelador virou uma filial da peixaria, onde você podia encontrar de tudo. peixe inteiro, em postas, filetados. de rio, de mar, uns que eu nunca havia provado. e assim começou a saga do peixe assado com quiabo tostado aqui em casa. meu marido ainda tentava esbanjar alguma surpresa quando eu falava: teremos quiabo, quero acertar o ponto. passei cinco semanas testando, pesquisando, buscando referências de montagem de prato e de receitas. decorei os cinco molhos principais da culinária francesa. vi incontáveis episódios de programas de culinária. tentei decorar o nome de todos os peixes que eu já comi. tentei adivinhar qual era o peixe …

costelinha de porco com missô

há pouco tempo eu descobri o missô, e desde então essa costelinha de porco com missô já foi estrela aqui em casa algumas vezes. daqueles momentos de comer com a mão, se lambuzar e já pensar em fazer de novo. aliás, assar costelinhas de porco é um dos meus programas favoritos de fim de semana. adoro longos assados, esses projetos de refeição que levam horas para serem servidas. se você não está familiarizado, o missô é uma pasta de soja fermentada, muito usada na culinária japonesa. o mesmo missô do missoshiru – aliás, foi assim que eu conheci esse ingrediente, num dia que inventei de fazer o missoshiru do zero em casa. desde então já teve legumes, peixe e essa receita de costelinha de porco com missô. bem, no caso do missô, esse é daqueles ingredientes que a qualidade faz toda a diferença no resultado final. normalmente a gente acha no mercado ou na lojinha de produtos orientais. eu hoje em dia uso um que compro no instituto chão, super fresco, que dá pra comer …

rigatoni com camarão e vinho branco

ah, l’amour! andar de mãos dadas, dormir agarradinho e dividir as refeições e o vinho com a pessoa amada <3 pra comemorar esse dia dos namorados, vamos de rigatoni com camarão e vinho branco! bom, a gente já sabe que dia dos namorados fica tudo cheio, e eu acredito que você não quer passar sua noite em pé na fila e depois dividindo o recinto com mais 587 casais, certo? eu sou super a favor de ficar em casa não só no dia dos namorados, mas em datas comemorativas em geral. dia das mães, pais, páscoa, e lá se vão longas filas e horas desperdiçadas na rua. enquanto isso a gente pode ficar em casa cozinhando juntos, tomando um vinho e desfrutando de refeições inesquecíveis. pra esse ano eu escolhi essa receita de rigatoni com camarão e vinho branco. você pode trocar a massa, mas sugiro uma massa curta com ondulações, para melhor absorção do molho. e se você estiver se sentindo muito chique, pode trocar o vinho branco por espumante \o/ essa receita é …

tacacá – caldo de tucupi com camarão

minha amiga luciana, do cozinhando para 2 ou 1, outra dia veio aqui em casa às vésperas de passar uns dias em belém. já queria ir na mala com ela, pois sou louca pra conhecer belém e comer muito tucupi, tacacá, jambu, pato, peixe, maniçoba e todas as comidas típicas que eu ainda nem conheço. acompanhei a viagem pelo instagram, encantada com todas as comidas que ela provou por lá. mas a minha alegria veio junto com a mensagem enviada pela luciana: “vamos fazer um almoço paraense?”. melhor convite: envolve comida, conversa e cozinhar. tudo que eu preciso. alguns dias antes tinha acontecido aqui em são paulo a feira nacional de reforma agrária. a feira reuniu produtores do país quase todo, que trouxeram seu produtos para vender. dava pra passar horas lá perguntando muito vezes “o que é isso?”, enchendo a sacola de produtos e provando as comidas de cada parte do país. obviamente, como tudo em são paulo, a feira estava lotada. mas cheguei obstinada com uma simples missão: sair de lá com uma …

salada de grão de bico com vinagrete de tangerina

pode colocar essa salada de grão-de-bico com vinagrete de tangerina na sua lista de receitas preferidas deste tão amado blog! <3 pelo menos por aqui ela já virou queridinha, e brilha muito tanto naquele jantar de dia de semana quanto pra dividir com os amigos numa ocasião especial. eu gosto muito de saladas com grãos, acho super prático e acaba que a salada vira uma refeição completa, nem precisa de mais nada. essa salada de grão-de-bico com vinagrete de tangerina foi “criada” para um pequeno evento que eu fiz, servida num potinho antes do prato principal. o sucesso foi tamanho que eu resolvi colocar uma versão dela aqui. apesar dessa receita parecer muito simples (e é mesmo), essa combinação de sabores é uma pequena explosão de surpresa. o grão-de-bico funciona como a base da salada, mas você também pode usar outros grãos da sua preferência. cada elemento tem sua textura e sabor, o salgadinho da semente vai super bem com o coentro e tudo é amarrado com o vinagrete de tangerina. dá pra comer de …

estrogonofe de cogumelos

a maníaca dos cogumelos ataca novamente, dessa vez com um estrogonofe de cogumelos que dá vontade de comer a panela inteira. se você me conhece sabe que eu tenho uma paixão assumida por cogumelos desde criancinha. não posso ver uma bandejinha no mercado que já trago pra casa, mesmo sem saber o que fazer com eles. poderia passar o post inteiro falando de como eles são cheios de umami, proteicos, versáteis, maravilhosos e lindos. mas vamos focar na receita da vez, um estrogonofe de cogumelos que não vai deixar nenhum carnívoro com saudades de bifinho. dia desses voltei do meu querido instituto chão com 3 bandejinhas de portobello. duas viraram esse estrogonofe, e a outra virou parte de um poke. eu não tinha muitas intenções com eles, mas reparei que uma das receitas mais acessadas aqui do blog tem sido um estrogonofe de soja que eu fiz lááá no comecinho de tudo, quando eu ainda nem sabia direito o que tava fazendo. hoje em dia eu não como mais soja, então o cogumelo virou o ingrediente …

salada caprese com burrata e pesto

ontem eu lancei no instagram se vocês queriam receita de salada caprese com pesto ou de iogurte caseiro. a salada caprese ganhou por pouco, e eu tinha certeza que o vencedor da disputa seria o iogurte. mas tudo bem, ainda teremos iogurte por aqui. essa salada foi a estrela do final de semana aqui em casa, impossível não dividir com vocês. mas vamos lá, salada caprese é aquela receita super clássica com tomate, mussarela e manjericão, temperada com azeite e sal. com ingredientes de qualidade você não precisa de mais nada na verdade. mas precisa ser tão básico assim? não. e é por aí que começamos a falar sobre substituições que brilham muito. uma coisa que eu sempre insisto e tento ensinar nas minhas aulas é que, a partir do momento que você entende a técnica, o método, a base da receita, você é livre para voar sozinho na cozinha. se você aprende a base de um bom risotto, você pode fazer risottos maravilhos de qualquer coisa :) aí entram os ingredientes que você gosta, …

lasanha vegetariana com abobrinha grelhada

eu curto muito esses preparos sem fim que alguns pratos pedem. um pernil marinado por 12 horas, um pato assado por 4, uma lasanha que demora 3 horas para ganhar a mesa. a química, a transformação dos ingredientes, o resultado de horas e horas de calor. cada elemento tem sua função e você sabe que estão todos ali, unidos, trabalhando juntos e proporcionando dancinhas de alegria a cada garfada. e pra mim tá pra ser criada ainda uma coisa mais maravilhosa do que lasanha. e juro, vale cada minuto do preparo. e é uma prática bem interessante pensar: vou me dedicar plenamente a fazer esse prato durante x horas. toda sua atenção ali, a relação com os ingredientes, a observação da cocção, você e a panela. porque sim, cozinhar também pode ser uma forma de meditar. já pensou nisso? se a gente corre tanto durante a semana, mal sabe o que come, não tem tempo pra nada, a cozinha do final de semana pode ser um momento de tranquilidade e conexão com o tempo. eu nunca …

massa ao molho 4 queijos

meu pai é dessas pessoas que não se arrisca na cozinha, mas tem uma (e apenas uma) receita que é sua grande especialidade. não é de comer muito e nem de exageros gastronômicos, o que lhe proporciona um corpitcho e taxas de colesterol invejáveis para sua idade. quando ele repete algum prato meu é praticamente um estado de graça, prova de que realmente o sabor foi além do seu agrado. ele acha que eu faço o melhor molho de tomates do mundo, e isso pra mim é uma grande alegria, visto que ele é um grande apreciador de massas. característica que eu certamente herdei dele, assim como só comer queijo ralado na hora e torcer pro botafogo (entre outras, lógico!). pois essa especialidade, produzida por ele desde minha infância, se chama fettuccine aos quatro queijos, também conhecido pelos íntimos como “o fettu do pedro”. pode perguntar pra qualquer um que já tenha experimentado e a resposta será sempre que o fettu é maravilhoso e inesquecível, e tão adorado que os amigos chegam a perguntar quando ele …

poke de atum

eu tenho muita preguiça de “moda”. a roupa de moda, a música, a comida, afe! sou apegada, nostálgica e pouco consumista (a não ser que se trate de pratos e bowls e garfos). então toda vez que aparece a comida “da moda” eu não tenho nem vontade de provar. primeiro porque provavelmente em 6 meses vai aparecer uma pesquisa dizendo que aquilo não faz tããão bem assim pra sua saúde. segundo que vai acabar e depois vão inventar outra moda e não deu nem tempo de curtir a primeira. terceiro porque rola uma histeria coletiva, fica tudo caro e com fila e também me dá preguiça. acho que também eu não quero me apegar a uma coisa que vai durar um ano e puft, acabou! eu demorei meses pra ir provar o tal do poke, por todos os motivos listados acima. mas um belo dia eu passei no restaurante de poke que era o que tinha me interessado, entrei, esperei um cadinho  e ganhei um super bowl de poke lindo na minha frente. como eu sou bem …