Todos os posts em

farofa de linguiça na manteiga

farofa de linguiça na manteiga

eu sei que farofa não é lá uma receita assim muito complexa. mas natal sem farofa não é natal, certo? então, para compor nosso delicioso menu natalino, resolvi compartilhar com vocês a minha receita de farofa favorita: farofa de linguiça na manteiga. primeiro gostaria de deixar claro que eu amo farofa. muito. sou capaz de comer pratos e mais pratos só de farofa com molho à campanha. uma farofa bem molhadinha, com o molho dessa porchetta, é uma coisa sensacional. viva a farofa! farofa no brasil é uma unanimidade, disso já sabemos. ainda mais nessa riqueza de país, onde somos abençoados com dezenas de qualidades diferentes de farinhas. eu costumo comprar a minha na feira, uma de mandioca tostada que vem da bahia. e com tanta farinha e com tanta receita de farofa, não tinha como esse prato não ser um patrimônio nacional. não sei se é, mas devia ser! a minha amada, figurinha carimbada no natal, é a farofa de linguiça na manteiga. muita manteiga, por sinal. e linguiça de boa qualidade, viu? aqui …

pure de batata com alho confit

purê de batata com alho confit

eu namorava essa receita de purê de batata com alho há meses, quiçá anos. ela é tudo que eu esperava e muito mais. esse ano, pensando em uma ceia de natal mais simples e ainda assim deliciosa, resolvi colocar a vontade em prática. bem, o resultado ficou páreo a páreo com a minha receita favorita de batata, batata gratinada com alho. ops, será que temos um padrão? ontem eu contei aqui desse alho confit (também conhecido como alho confitado, confit de alho ou alho assado), e como ele eleva os sabores de muitos preparos. você pode usá-lo inclusive apenas amassado com sal e azeite como uma pastinha. ou para incrementar um molho de tomate ou um recheio de lasanha. bem, o céu é o limite. tenha sempre um potinho por perto e incremente até as refeições mais comuns! apesar de normalmente usarmos leite no purê, eu preferi deixá-lo de fora nessa receita de purê de batata com alho confit. não senti necessidade e o purê já estava tão, tão cremoso que só a manteiga já …

alho confit

alho confit

coisas tão fáceis que nem precisamos de receita: como fazer alho confit (ou alho confitado ou confit de alho, você escolhe). “confit” vem do latim para “fazer, produzir, confeccionar, preparar”, segundo harold mcgee em comida e cozinha (p.197). apesar do termo ser abrangente, hoje seu maior entendimento é de cocção lenta e cuidadosa em gordura. contudo, submergir alimentos cozidos em gordura também é uma das técnicas de preservação mais antigas e conhecidas – vide o clássico pato confit e o porco na lata. aliás, se você curtir essa técnica também pode testar esse delicioso tomate confit. eu fiquei mais íntima do alho confit quando escrevi meu livrinho receitas de inverno para aquecer a alma até nos dias mais frios da estação. uma das entradas é um crostini com alho assado, pastrami e tomilho. o alho confit funciona como um ingrediente para potencializar outras receitas. você pode usá-lo como uma pastinha, temperado com sal e pimenta. pode usá-lo para incrementar assados e até mesmo um simples molho de tomate. e um dos meus usos favoritos é …

empadão de palmito

empadão de palmito

desde que entramos em isolamento social, meu corpo clama por comida afetiva. pesquisei receitas de empadão de palmito, já fiz empadão de camarão, panqueca, milanesa, parmegiana, muitas canjas de galinha. até arroz à piamontese eu já fiz, e também mousse de chocolate. ontem eu ganhei um levain, e quem sabe eu não abraço também a moda do pão. o litro do óleo, que costumava durar pelo menos 6 meses, já foi renovado pelo menos 3 vezes. afinal, maionese virou item de primeira necessidade durante a quarentena. quem diria, hein? provavelmente, ninguém. mas existe muita explicação por trás desses desejos por comida afetiva, e estamos todos juntos nessa página. se tiver interesse no assunto, esse artigo do ny times fala um pouco sobre isso. uma das explicações é a busca por algum conforto emocional, e a gente vai atrás disso nas comidas da nossa infância. lasanha, biscoito, sorvete, brigadeiro, tá tudo lá. pura memória afetiva. outro ponto é a exaustão – a gente simplesmente se rende ao que é mais fácil e rápido, e acaba consumindo …

babaganoush

babaganoush

tenho a ligeira impressão que eu fiquei meio viciada nesse lance de colocar as coisas para tostar no fogo! ontem tivemos sardella, hoje temos babaganoush! isso tudo acompanhando essa escandalosa tábua de frios e antepastos! confesso que eu nem percebi, quando fui planejar essa receitas, que as duas são baseadas na mesma técnica. mas, ao passo que depois a sardella ainda vai pra panela, o babaganoush é apenas temperado e está pronto! ou seja, mais prática que isso impossível – apesar de rolar uma baguncinha no fogão. bem, depois do babaganoush pronto, você pode servi-lo com quibe assado, como acompanhamento na salada, no pãozinho árabe e nesse esquema de tábua de antepastos. e sim, pode dobrar a receita. pode até triplicar a receita, duvido que sobre babaganoush pra contar história. pra deixar essa receita mais interessante, sabe como ela é feita? com aquele tahine caseiro que vimos aqui recentemente. ou seja, com ingredientes simples (berinjela, alho, limão…) e um pouco de gergelim você tem uma pastinha simplesmente deliciosa. eu já fiquei viciada nessa história de …

receita sardella

sardella

sabe aquelas coisas que você nunca comeu, mas diz que não gosta? sardella era um desses itens para mim até pouco tempo atrás. ao longo dos anos, a gente vai construindo essas verdades, colocando cada assunto numa caixinha. e depois esquece de abrir a caixinha, reavaliar, repensar, experimentar. meu contato com a sardella se deu em algum restaurante, desses que oferecem uns antepastos de couvert, sabe? azeitonas, torradas, manteiga e alguma pastinha. aí a bobona comeu e pensou: nossa, que delícia, o que será isso?!? sardella, amiga! aquela que você repete há 20 anos que não gosta. cadê emoji chorando de rir da patetice? claro que devorei a sardella inteira!! pronto, né? lá fui eu fuxicar a sardella, procurar receita, tostar pimentão no fogão, o processo todo. faz uma bagunça danada? faz sim. a fuligem sai voando pela cozinha, cai pelo chão, suja o fogão. é assim mesmo, abraça o processo porque vale cada mordida. confia. como nossa sugestão pro dia dos namorados esse ano é uma bela tábua de frios e antepastos, resolvi fazer …

como montar tabua de frios

como montar uma tábua de frios e antepastos

uma das coisas que eu mais sinto falta nessa fase de isolamento social é reunir as pessoas ao redor da mesa, o famoso convescote. inspirada em festas futuras e na semana do dia dos namorados, resolvi explicar pra você como montar uma tábua de frios para deixar qualquer encontro simplesmente delicioso. já deixo avisado que ao final do post não tem receita, mas ao longo dele tem várias sugestões pra deixar a sua mesa bem maravilhosa. ah, esse conteúdo é uma parceria com a marca de embutidos espanhóis pirineus. uma das coisas mais legais de montar uma tábua de frios é o efeito “uau!” que ela tem nos convidados, e até em nós mesmos. com os elementos das fotos desse post, preparei uma mesa linda uma sexta-feira. sentamos à mesa, tomamos vinho, desaceleramos, e de repente tínhamos uma noite especial. a mesa posta com cuidado e carinho tem esse efeito na gente. nos atrai para aproveitarmos o que só os momentos compartilhando comida podem nos proporcionar. então, sim! invista alguns minutinhos para montar uma tábua …

salada de tomate com jamón

salada de tomate com jamón

continuando nosso menu de natal, o acompanhamento da vez é essa salada de tomate com jamón. apesar de estarmos fazendo em menu de clássicos da francinha (tem lombinho recheado com farofa e batata gratinada com alho, já viu?) essa é a mais nova receita que amamos ♥ a ideia por trás dessa salada é preparar um prato rápido, que vai bem tanto como acompanhamento ou como uma entradinha ou salada. o segredo dessa salada de tomate com jamón é bem simples: dois ingredientes super selecionados que são uma explosão de umami! carnes curadas são cheias de umami, assim como tomates super maduros.  para fazer essa receita de salada de tomate com jamón eu usei o jamón da loja dos meus amigos pirineus, uma marca de embutidos super tradicional com produtos simplesmente incríveis! mas você encontra no mercado com facilidade sem problemas. se você nunca provou jamón, recomendo! esse ingrediente tipicamente espanhol é feito a partir da cura do pernil de porco. vai super bem em bruschettas ou como finalização de gazpachos e outros pratos. claro que …

batata gratinada com alho

batata gratinada com alho

hoje abrimos oficialmente nossa temporada de receitas natalinas! esse ano resolvi fazer uma seleção de clássicos da francinha. algumas receitas já são campeãs de audiência por aqui, mas outras são novas, como essa batata gratinada com alho. esse prato aparece no natal lá em casa desde o primeiro ano deste amado blog, mas sei lá porque ainda não tinha aparecido por aqui.  essa batata gratinada com alho é adaptada do livro what katie ate, da katie quinn davies, um dos meus livros favoritos de receita. por mais que seja super simples, ela é com certeza minha receita favorita com batatas. dá pra comer a travessa inteira de uma vez. e claro, dá pra fazer o ano inteiro, né?  o que eu mais amo nesse prato de batata gratinada com alho é que em cima você tem uma batatinha crocante e dentro uma cama de batatas deliciosas e super molhadinhas. e aí é só você combinar com o seu prato principal favorito e a festa está pronta! além disso, você pode montar a batata de véspera, …

sal de bacon

sal de bacon

prepare-se para se apaixonar: esse sal de bacon é simplesmente sensacional! quando eu comecei a pensar nas receitas de presentes comestíveis, essa foi a primeira que eu tive certeza que entraria nessa série. se você ainda não viu as outras ideias de presentes comestíveis, clica aqui: limoncello, caramelo salgado e manteiga composta! por mais que sal de bacon seja uma das coisas mais simples que eu já fiz, também foi uma das mais potentes. culpa do famoso umami, super presente no bacon. mas aqui vai minha dica importante: use bacon de qualidade, de preferência com pouca gordura. caso contrário, seu bacon vai praticamente desaparecer na hora de assar. eu usei o bacon de whisky do santo cutelo, um dos melhores que eu já comi (e que merece carinho no preparo, de tão bom que é!). bom, depois de fazer esse sal de bacon, tenho certeza que ele vai virar item indispensável na sua cozinha. como sem sempre falo, comida boa é (entre muitas coisas), aquele que é construída em diversas camadas de sabor. se você …