Todos os posts em

pure de batata com alho confit

purê de batata com alho confit

eu namorava essa receita de purê de batata com alho há meses, quiçá anos. ela é tudo que eu esperava e muito mais. esse ano, pensando em uma ceia de natal mais simples e ainda assim deliciosa, resolvi colocar a vontade em prática. bem, o resultado ficou páreo a páreo com a minha receita favorita de batata, batata gratinada com alho. ops, será que temos um padrão? ontem eu contei aqui desse alho confit (também conhecido como alho confitado, confit de alho ou alho assado), e como ele eleva os sabores de muitos preparos. você pode usá-lo inclusive apenas amassado com sal e azeite como uma pastinha. ou para incrementar um molho de tomate ou um recheio de lasanha. bem, o céu é o limite. tenha sempre um potinho por perto e incremente até as refeições mais comuns! apesar de normalmente usarmos leite no purê, eu preferi deixá-lo de fora nessa receita de purê de batata com alho confit. não senti necessidade e o purê já estava tão, tão cremoso que só a manteiga já …

alho confit

alho confit

coisas tão fáceis que nem precisamos de receita: como fazer alho confit (ou alho confitado ou confit de alho, você escolhe). “confit” vem do latim para “fazer, produzir, confeccionar, preparar”, segundo harold mcgee em comida e cozinha (p.197). apesar do termo ser abrangente, hoje seu maior entendimento é de cocção lenta e cuidadosa em gordura. contudo, submergir alimentos cozidos em gordura também é uma das técnicas de preservação mais antigas e conhecidas – vide o clássico pato confit e o porco na lata. aliás, se você curtir essa técnica também pode testar esse delicioso tomate confit. eu fiquei mais íntima do alho confit quando escrevi meu livrinho receitas de inverno para aquecer a alma até nos dias mais frios da estação. uma das entradas é um crostini com alho assado, pastrami e tomilho. o alho confit funciona como um ingrediente para potencializar outras receitas. você pode usá-lo como uma pastinha, temperado com sal e pimenta. pode usá-lo para incrementar assados e até mesmo um simples molho de tomate. e um dos meus usos favoritos é …

nhoque de mandioquinha

nhoque de mandioquinha

a primeira vez que eu fiz uma receita de nhoque de mandioquinha, foi um fracasso épico e inesquecível. eu colocava farinha, e mais farinha, e mais ainda…. e a massa nunca dava o ponto. acabei com uma cozinha enfarinhada até o teto, roupas que pareciam ter saído de dentro da fábrica de farinha e um nhoque massudo e quase intragável. mas olha, acontece e muito. primeira vez de uma receita é teste do teste. muitas vezes uma receita precisa ser feita 2, 3, 5 vezes até estar pronta para conhecer o mundo. e pode parecer estranho, porque se você colocar “nhoque de mandioquinha” no google vão aparecer mais de 200.000 resultados. mas umas receitas têm um pulo do gato que não é qualquer site que te conta. a segunda tentativa do nhoque de mandioquinha também beirou e fracasso, e por ainda eu havia desistido do tema. porém, ele continuava ali, persistente, na minha lista de receitas a fazer pro blog. então quando fiz a formação no senac, desabafei com meu querido professor que meu nhoque …

molho de tomate rápido

molho de tomate rápido

quase 7 anos de francinha cooks e não tínhamos até então uma receita de molho de tomate rápido. nem mesmo uma receita de molho de tomate lento. fico devendo uma tarefa de muitas horas pra vocês, quem sabe até um bolonhesa. mas vamos ao assunto do dia, esse ingrediente rápido, delicioso, super coringa que eu sempre tenho no congelador. nesses tempos, mais do que nunca, temos falado bastante sobre planejamento alimentar. como otimizar o seu tempo na cozinha de forma inteligente, tendo como resultado uma alimentação saudável, acessível e sempre disponível para os moradores da residência. não sei se você já sabe dessa parte, mas planejamento alimentar é um dos meus assuntos favoritos ♥. ontem mesmo preparei a comida para semana e a geladeira e o congelador estão recheados de comidas prontas, pré-prontas e outros preparos que possibilitam preparar as refeições do dia em minutos! inclusive já teve muito curso de planejamento, consultoria e live no instagram. estou aqui gerindo uma turma on-line, quem sabe ela ainda nasce nos próximos meses? mas o que molho …

empadão de palmito

empadão de palmito

desde que entramos em isolamento social, meu corpo clama por comida afetiva. pesquisei receitas de empadão de palmito, já fiz empadão de camarão, panqueca, milanesa, parmegiana, muitas canjas de galinha. até arroz à piamontese eu já fiz, e também mousse de chocolate. ontem eu ganhei um levain, e quem sabe eu não abraço também a moda do pão. o litro do óleo, que costumava durar pelo menos 6 meses, já foi renovado pelo menos 3 vezes. afinal, maionese virou item de primeira necessidade durante a quarentena. quem diria, hein? provavelmente, ninguém. mas existe muita explicação por trás desses desejos por comida afetiva, e estamos todos juntos nessa página. se tiver interesse no assunto, esse artigo do ny times fala um pouco sobre isso. uma das explicações é a busca por algum conforto emocional, e a gente vai atrás disso nas comidas da nossa infância. lasanha, biscoito, sorvete, brigadeiro, tá tudo lá. pura memória afetiva. outro ponto é a exaustão – a gente simplesmente se rende ao que é mais fácil e rápido, e acaba consumindo …

babaganoush

babaganoush

tenho a ligeira impressão que eu fiquei meio viciada nesse lance de colocar as coisas para tostar no fogo! ontem tivemos sardella, hoje temos babaganoush! isso tudo acompanhando essa escandalosa tábua de frios e antepastos! confesso que eu nem percebi, quando fui planejar essa receitas, que as duas são baseadas na mesma técnica. mas, ao passo que depois a sardella ainda vai pra panela, o babaganoush é apenas temperado e está pronto! ou seja, mais prática que isso impossível – apesar de rolar uma baguncinha no fogão. bem, depois do babaganoush pronto, você pode servi-lo com quibe assado, como acompanhamento na salada, no pãozinho árabe e nesse esquema de tábua de antepastos. e sim, pode dobrar a receita. pode até triplicar a receita, duvido que sobre babaganoush pra contar história. pra deixar essa receita mais interessante, sabe como ela é feita? com aquele tahine caseiro que vimos aqui recentemente. ou seja, com ingredientes simples (berinjela, alho, limão…) e um pouco de gergelim você tem uma pastinha simplesmente deliciosa. eu já fiquei viciada nessa história de …

tahine pasta de gergelim

tahine – pasta de gergelim

coisas tão simples que você nem precisa de uma receita: tahine – pasta de gergelim. esse é um dos ingredientes que eu recomendo que você tenha sempre à mão. eu normalmente uso para fazer molhos de salada, babaganoush ou quibe de forno. tahine é o tipo de ingrediente que dura meses na geladeira, então na hora do sufoco você mistura a pasta de gergelim com um pouco de azeite, sal, limão e voilá! está pronto o molho da salada! outra coisa que entrou no cardápio aqui em casa foi o babaganoush, e apesar da bagunça eu tenho adorado fazer repetidamente. bem, acontece que no meio dessa quarentena eu não consegui achar meu tahine. nem onde tenho comprado na internet, nem no mercado. e eu me coçando pra comer babagaboush. calma, procura no google, deve ter solução. “como fazer tahine pasta de gergelim em casa?”. torre o gergelim. processe. azeite. sal. fim. ou seja, coisas tão fáceis que nem precisam de uma receita. e eu já achando que ia ficar sem minha pasta de gergelim até …

batata gratinada com alho

batata gratinada com alho

hoje abrimos oficialmente nossa temporada de receitas natalinas! esse ano resolvi fazer uma seleção de clássicos da francinha. algumas receitas já são campeãs de audiência por aqui, mas outras são novas, como essa batata gratinada com alho. esse prato aparece no natal lá em casa desde o primeiro ano deste amado blog, mas sei lá porque ainda não tinha aparecido por aqui.  essa batata gratinada com alho é adaptada do livro what katie ate, da katie quinn davies, um dos meus livros favoritos de receita. por mais que seja super simples, ela é com certeza minha receita favorita com batatas. dá pra comer a travessa inteira de uma vez. e claro, dá pra fazer o ano inteiro, né?  o que eu mais amo nesse prato de batata gratinada com alho é que em cima você tem uma batatinha crocante e dentro uma cama de batatas deliciosas e super molhadinhas. e aí é só você combinar com o seu prato principal favorito e a festa está pronta! além disso, você pode montar a batata de véspera, …

manteiga composta (aromatizada)

“with enough butter, anything is good“, já dizia nossa musa julia child. se for manteiga composta então, o céu é o limite. e se essa manteiga composta vier em forma de presente comestível, aí, meus amigos, não tem pra ninguém! olha, essa nossa série de presentes comestíveis para o natal tá demais! você já viu? tem limoncello, caramelo salgado, sal de bacon e essa manteiga composta deliciosa. se você nunca ouviu falar de manteiga composta, ela também é conhecida como manteiga aromatizada ou manteiga saborizada. é uma manteiguinha simples que encontrou temperos no meio do caminho e virou uma manteiga muito mais feliz! o legal dessa manteiga composta é que você pode usar os temperos que tiver em casa: alho ou cebola em pó, páprica, mostarda em pó, pimenta, tomilho, cebolinha, por aí vai. a única dica importante mesmo é a seguinte: caso use ervas secas, o prazo de validade da sua manteiga composta é um pouco mais extenso (eu indiquei 90 dias, mas você pode congelar por até 6 meses). caso use ervas frescas, …

creme de legumes assados com queijo feta e crouton de alho

esse creme de legumes assados já foi feito aqui em casa tantas dezenas de vezes que já perdi as contas. de tão favorito ele entrou como receita do meu livro “receitas de inverno para aquecer a alma até nos dias mais frios da estação“. tudo começou lá em 2014, quando eu descobri toda a potência de sabor dos legumes assados, principalmente do tomate, quando fiz essa sopa de tomates assados. quem diria que eu, antes arqui-inimiga declarada dos tomates, especialmente crus, anos depois seria tão fã desses frutos que iria inseri-los no meu primeiro livro. o mundo, amiguinhos, dá muitas voltas. mas o que tem de tão especial nessa receita de creme de legumes assados com queijo feta e crouton de alho? para começar, uma receita com um nome desse tamanho é proibida de ser ruim. e aqui nossa arma secreta é apenas uma: os tomates. precisam estar super maduros! você ouviu falar de umami? pois é bem isso, tomates maduros são lotados de umami. é por isso que ninguém resiste a uma bela macarronada …