cuscuz paulista

cuscuz paulista

conheci o cuscuz paulista há 5 anos, 1 ano depois de me mudar para são paulo. foi numa quermesse, coincidentemente dia dos namorados e o meu primeiro com o meu marido. fazia um frio danado. eu estava atrás de um salsichão, que aliás nunca consegui comer numa festa junina aqui. frustrada, confesso, fui em busca de outra especialidade junina.

cuscuz paulista

foi então que vi o tal de cuscuz paulista, até então desconhecido no meu vocabulário culinário. achei simpático aquele pudinzão (não me xinguem!) com os ingredientes-enfeite, cheio de camarões e cores. fui com tudo. e foi amor à primeira mordida ♡. me apaixonei pelo cuscuz paulista. não só pelo sabor e textura, mas também por ter conhecido uma comida dali, aquela minha nova casa.

cuscuz paulista

é engraçado que no rio eu também amava cuscuz, mas lá é uma comida totalmente diferente. o cuscuz lá é feito com tapioca e coco ralado, normalmente consumido com um banho de leite condensado (pelo menos por mim) e também é conhecido como cuscuz baiano. é vendido por ambulantes que andam com uma assadeira gigante de cuscuz, e depois do seu pedido o vendedor corta uma porção e lhe serve. olha, uma coisa de delicioso! e a essa altura da vida já aprendi que tem outro cuscuz, aquele do nordeste. nada como sair da nossa bolha, não?

mas voltando ao nosso cuscuz paulista. a primeira vez que fiz foi no começo da quarentena, já saudosa da quermesse que não haveria. o primeiro resultado foi bom, mas desde então já saberia que as futuras tentativas seria melhores. algumas receitas são assim, a primeira vez que fazemos serve muito para entendermos como ela funciona e sua estrutura.

cuscuz paulista

a minha versão favorita do cuscuz paulista é essa, com camarão e palmito. mas aqui, juro, quem faz a receita é você. milho, ervilha, sardinha, ovo, coentro, pimentão, tá tudo liberado! o mais importante é você fazer uma super base de sabor, com muito tempero! por isso sugiro você usar o caldo caseiro, se for de camarão melhor ainda! ele vai agregar ainda mais sabor para esse cuscuz paulista maravilhoso!


tempo de preparo: 1 hora + 4 horas | porções: 6-8

ingredientes:

  • 400g de camarão cru limpo
  • 1 lata de palmito – 270g (drenado)
  • 6 dentes de alho
  • 2 cebolas
  • 5 tomates italianos super maduros
  • 3 xícaras (+-750ml) de caldo de legumes ou de camarão
  • 3 xícaras de farinha de milho flocada
  • 1 xícara de folhas de salsa e/ou cebolinha e/ou coentro
  • 1 colher de sopa de azeite

como faz: pique a cebola e o tomates em cubinhos pequenos. pique o alho e reserve. em uma panela em fogo médio coloque 1 colher de sopa de azeite. adicione a cebola, tempere com um pouco de sal e deixe até ficar transparente, cerca de 5 minutos. adicione o alho e deixe por mais 1-2 minutos. acrescente os tomates, diminua para fogo baixo e deixe até estarem macios – cerca de 10 minutos. o que você busca aqui é um refogado bem homogêneo. adicione então 2 xícaras e meia do caldo. aos poucos adicione 2 xícaras e meia da farinha, misturando sempre. caso julgue necessário, adicione mais caldo ou mais farinha. a textura que você procura é grossa, firme, mas ainda levemente cremosa para o resultado final ficar bem úmido.

para o camarão: lave bem o camarão limpo em água corrente. tempere com um pouco de sal. coloque uma panela com 4 dedos de altura de água para ferver. cozinhe os camarões no vapor (disponha-os em um escorredor, encaixe na panela e tampe), cerca de 4-5 minutos.

para finalizar: separe alguns camarões e um palmito para enfeitar. pique o resto dos camarões, o palmito, a salsa e adicione à panela. misture bem e corrija o tempero. para montar, use uma forma de pudim (usei a de 22cm ø) antiaderente. disponha os camarões e o palmito no fundo. depois, aos poucos, coloque o cuscuz com cuidado. cubra com plástico-filme e leve à geladeira por 3-4 horas antes de servir. depois é só desenformar! bom apetite!

ps: se você quiser fazer o caldo de camarão. coloque as cascas/cabeças de camarão na panela e deixe tostar. entre com o que tiver – talos de salsa, coentro, cenoura, cebola, alho. adicione água fria e deixe em fogo mínimo por 1 hora. coe e use. para saber mais sobre caldo caseiro clique aqui.

ingredientes:

modo de preparo:

Vivian França

oi, meu nome é vivian - mas pode chamar de francinha. esse espaço é uma celebração da comida. chega mais, fica à vontade e divirta-se ;)

assine nossa newsletter

categorias

O francinha cooks usa cookies para uma experiência personalizada. Ao continuar navegando você concorda com nossa política de privacidade.